Boerboel

Categoria 0 Comentários 13 Fevereiro, 2018

Classificação F.C.I.

Grupo 11 – Raças Não Reconhecidas pela FCI.

País de Origem: África do Sul.

Nome da Raça em seu país de origem: Boerboel

História da Raça

O Boerboel foi desenvolvido pelo chamados “Boers”, que eram colonizadores protestantes brancos de origem dinamarquesa, francesa e alemã. Também é conhecida como Mastife dos fazendeiros da África do Sul.

Ao chegarem até à África do Sul, esses colonizadores levaram cães nativos de sua terra natal, como Mastifes, cães lebréis e farejadores.

A vida no local era extremamente difícil: as condições climáticas eram extenuantes e constantemente sofriam ataques de animais selvagens, o que levou ao povo Boer a desenvolver ainda mais o instinto de defesa e proteção de seus cães, com o objetivo de proteger fazendas e os colonos da população nativa e de animais como leopardos, hienas, babuínos e cobras.

Para obter este tipo de cão, foram utilizados cruzamentos com o antigo Bullenbeiser (animal parecido com o Buldogue), Dogue Alemão e o Mastife Belga, hoje extinto.

Aptidão / Temperamento

O Boerboel possui um bom temperamento com agressividade controlada. É inteligente, de natureza firme e equilibrada e fiel ao seu dono até a morte se preciso for. Por tais fatos é um cão de guarda nato, mas ao mesmo tempo afetuoso com seu dono e especialmente com as crianças. Deve possuir uma enorme autoconfiança.

Expectativa de Vida: De 10 a 12 anos.

BoerboelBoerboel

Cuidados Específicos / Doenças mais Comuns

Boerboel

O Boerboel foi uma raça desenvolvida em um ambiente extremamente inóspito, motivo pelo qual a resistência era algo essencial para sua sobrevivência e para desempenhar bem as atividades para as quais foi desenvolvido.

Então, é um animal que apresenta poucos problemas de saúde, sendo encontrados casos de displasia de cotovelo e coxofemoral, como acontece com a maioria das raças de grande porte.

Precisa de espaço para praticar exercício e gastar sua energia, não sendo recomenda ambientes pequenos, como apartamentos e casas sem quintal.

No mais, escovações semanais e banhos quando necessário são suficientes para manter a saúde do animal.

Características Físicas

De acordo com a CBKC, o Boerboel é um cão de tamanho médio/grande.

Boerboel

  • Tamanho: A altura na cernelha equivale de 60 a 70 cm para cães machos e é de 55 a 65 cm para as fêmeas.
  • Peso: Machos: 60-75 kg. Fêmeas: 50-65 kg.
  • Cabeça: Grande e forte. Curta, larga e profunda; simétrica e balanceada. Plana entre as orelhas; o comprimento ideal da cana nasal para os machos é de 10 cm e para as fêmeas, 8 cm. A cana nasal deve ser reta e sem elevações
  • Trufa: Narinas grandes e largamente espaçadas.
  • Maxilares/Dentes: Maxilares fortes, retos, largos e bem ajustados. O ideal é uma mordedura em tesoura.
  • Olhos: Bem formados, com pálpebras bem pigmentadas, nenhuma protuberância. Arcadas superciliares não proeminentes.
  • Orelhas: De tamanho médio, em forma de “V” e proporcionais à cabeça. Caídas naturalmente próximas à cabeça e posicionadas bastante altas.
  • Caudas: De preferência cortada (caudas naturais são permitidas). Forma uma unidade com o cão e inserida bastante alta, sem deformidades.
    • Observação: embora o padrão preveja o corte de caudas, tal procedimento é proibido no Brasil, devendo as mesmas serem mantidas ao natural.
  • Pelo: Curto e macio.
  • Cor: Qualquer cor é aceita, contanto que uma forte pigmentação esteja presente.

Tags: Business Design Technology

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *