Basenji

Categoria 0 Comentários 10 Fevereiro, 2018

Classificação F.C.I.
Grupo 5 – Spitz e cães do tipo primitivo
Seção 6 – Tipo Primitivo. Sem prova de trabalho
País de Origem: África Central
País Patrono: Grã-Bretanha
Desenvolvimento: Estados Unidos da América
Nome da Raça no seu país de origem: Basenji

História da Raça

O Basenji é uma das raças de cães mais antigas que se tem notícias. Eles estão representados em pinturas rupestres que datam de mais de 5000 anos. Consta que o primeiro exemplar foi trazido da região da nascente do Rio Nilo e presenteado a um faraó do antigo Egito.

Apesar da decadência da civilização egípcia, o cão continuou a ser preservado e valorizado na sua terra natal, na África Central, especialmente por possuir características como inteligência, velocidade, habilidade para caça e silêncio.

As primeiras tentativas de trazer a raça para a Europa, no final de 1800 e início de 1900, falharam, porque os cães morriam de doenças, como a cinomose. Posteriormente, em 1930, alguns exemplares foram trazidos para a Inglaterra com sucesso, iniciando-se a primeira criação fora da África.

Depois disso sua popularidade foi crescendo, especialmente pela aparência relativamente exótica e hábitos incomuns para cães, como o fato de não latir.

Aptidão / Temperamento

Notável por sua limpeza em todos os sentidos. Uma raça inteligente, independente, mas afeiçoada e alerta. Pode ser indiferente com estranhos. Possui um faro muito apurado e uma visão excepcional. É muito inteligente e ativo, sendo um excelente companheiro para as crianças.

Expectativa de Vida: De 10 a 12 anos

Cuidados Específicos / Doenças mais Comuns

É uma raça rústica, não necessitando de maiores cuidados, apenas escovação ocasional, com banhos apenas quando necessários, eis que o cão, por si só, costuma se manter limpo como um gato.

Os cães da raça podem sofrer de síndrome de Fanconi e Atrofia Progressiva da Retina.

Características Físicas

De acordo com a CBKC, o Basenji é um cão de tamanho médio.

Basenji

  • Tamanho: A altura na cernelha equivale a 43 cm para cães machos e é de 58 a 40 cm para as fêmeas.
  • Peso: Machos: 11 kg. Fêmeas: 9,5 kg.
  • Trufa: Desejável trufa preta.
  • Maxilares/Dentes: Maxilares fortes com uma perfeita, regular e completa mordedura em tesoura.
  • Olhos: Escuros, de forma amendoada, inseridos obliquamente, de olhar distante e de expressão impenetrável.
  • Orelhas: Pequenas, pontudas, eretas e ligeiramente inclinadas para a frente, de textura fina, bem inseridas para a frente no topo da cabeça. A ponta das orelhas é mais próxima do centro do crânio do que dos bordos externos da base.
  • Cauda: Inserida alta. A curva da nádega ultrapassa a raiz da cauda, dando uma aparência larga aos posteriores. O anel da cauda deitado firmemente sobre a garupa, forma uma curva simples ou dupla.
  • Pelo: Curto, brilhante e fechado, muito fino.
  • Cor: Puro preto e branco. Vermelho e branco. Preto, castanho e branco com “melon pips” (pintas castanhas sobre os olhos) e marcas castanhas no focinho e bochechas. Preto. Castanho e branco. Tigrado (brindle): fundo vermelho com faixas pretas, estas faixas o mais claramente definidas possível. Deve ter branco nas patas, no peito e na ponta da cauda. Pernas brancas, colar branco e “blaze” (faixa branca que vai do focinho até o occipital, passando pelo crânio entre as orelhas), são opcionais.

Curiosidades

O Basenji é uma das únicas raças no mundo que não late, embora não seja mudo. Trata-se de uma característica que o diferencia e muito dos demais cães. Possui um barulho próprio e especial, uma mistura de “chortle” (risadinha de desdém, chacota) com “yodel” (canto ou cantar em que se alternam abrupta e continuamente a voz normal e o falsete).

Outra curiosidade é que os mesmos se assemelham um pouco aos gatos no tocante a sua higiene, eis que são extremamente limpos, e as fêmeas apresentam cio apenas uma vez ao ano.

BasenjiBasenji


Tags: Business Design Technology

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *